terça-feira, 25 de dezembro de 2007

porreiro, pá!


Dizer que hoje estou feliz, é dizer que ontem estava, porventura, menos feliz ou que o estar feliz é um estado que varia com o dia, ou com a hora . Será assim, talvez , mas isso tem a ver com os desígnios insondáveis dessa entidade desconhecida que é o nosso cérebro. Ora se o cérebro é uma entidade desconhecida, porquê tentarmos que os outros a tentem explicar em vez de nós próprios? É injusto para os outros porque os oneramos com perguntas que não têm resposta. E é injusto, também, porque os centramos, egoisticamente, na nossa própria pessoa quando o mundo tem outros infinitos centros de muito maior interesse.
Portanto,direi que estou estou feliz, sim, como sempre, mas hoje estou especialmente satisfeito. Porquê?
Porque tive uma valente consoada em família e porque recebi dois valentes presentes: um fantástico relógio GPS Forerunner 305, comprado em New York - USA e uma não menos fantástica máquina de café Krups Nespresso , ... passe, em claro, a publicidade.
E os motivos de satisfação não ficam por aqui: tenho já as malas preparadas para, com a família, passar uns dias neste fantástico hotel, obra do melhor arquitecto do mundo. Quero lá saber se o homem é um artista datado ou serviu como ícone da arquitectura do estado novo (mesmo tendo sido detido pela Pide ), ou se há outros arquitectos melhores . É, para mim, o melhor do mundo e ponto final !
No entanto, mesmo longe da civilização vou tentar actualizar diariamente o meu diário, ou não seja ele um diário! Dá sempre gozo e não custa tanto assim. Haja , para tanto, um computador ligado à internet porque temas de interesse ou sem ele, não faltam para serem expostos.

1 comentário:

Sofia disse...

Estou a ver que não há computador ligado à internet! Às vezes também sabe bem...

Beijinhos e Bom Ano para ti e para a família

p.s.: As bolachinhas natalícias do kit gourmet eram fantásticas! Não sobraram nem as migalhas!