quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

O Natal na minha terra ... (IV)


Volto , nesta entrada, ao local onde consumo os meus dias de profissional medianamente dedicado e onde também me consumo, enquanto formiga que nunca fui e que, pela via do trabalho, me obrigam a ser.
O feed -back da minha entrada de ontem, na qual os leitores do " Algeroz !" foram brindados com uma mensagem de boas -festas em genuíno badiu , foi, do ponto de vista numérico, 0 ( zero ). Estou convicto, no entanto, que contribuí , para, que das profundezas desses corações empedernidos, medrasse um pouco do espírito universalista, caro a Cristo e tão necessário nesta sociedade global em que vivemos.
Por isso, levado por essa convicção, volto hoje à carga. O Stefan é romeno, e como os outros colegas que vieram de leste, é loiro e aprendeu português com uma facilidade incrível, facto que me tem deixado verdadeiramente basbaque.
A mensagem natalícia dele, dirigida a vós, é a seguinte:

Multa dragoste, respect, fericire, si foarte multa sanatate, pentru toate persoanele dragi, si pentru cititorii blogului " Algeroz !". Multumesc !

o que traduzido dá:
Muito amor, respeito, felicidade e muita saúde para todas as pessoas queridas e também para os leitores do " Algeroz! ". Obrigado!
Obrigado eu, amigo Stefan!

p.s.- a leitura deste artigo sobre as origens e composição do actual vocabulário da língua romena é capaz de ser interessante. As influências latinas daquilo que o Stefan escreveu são nítidas.

5 comentários:

manuel teixeira disse...

Li e gosto desta ideia do 'Natal na minha terra', enquanto posts e veículo para tua escrita.
Se os comentários são escassos creio ser porque o assunto não apela muito o comentário...
São mais tipo posts para ler e. . . . . .
Onde estão o 'Natal na minha terra' I e II ?

miguel disse...

Compreendo perfeitamente, Manel. E obrigado.
Sabes porquê?
Imagino -te às voltas pelos 500 blogues de amigos, a arranjar assunto para comentar, mesmo quando não há nada para comentar, só para seres simpático.E ainda te lixaste , porque a malta engatou-te para os estímulo-reacção.Qualquer dia não fazes mais nada. :)

Mad disse...

Pois eu acho uma ideia amorosa, esta de traduzir votos de boas festas em quantas línguas nos/te rodeiam.

av disse...

Miguel, este teu amigo é que é o polícia? Como fala em multas...

Agora a sério, a tua ideia é muito bonita. O Natal tem (ou deveria ter sempre) um espírito universal. BOM NATAL.

miguel disse...

Ah sim, Ana. Leste a história do polícia? É uma história interessante. Até hoje julgava aquele homem pelo registo totó.Quando me mostrou a arma mudei de opinião. Nunca me tinha acontecido mudar de opinião acerca de uma pessoa ,assim radicalmente, numa infinitesimal fracção de segundo.
Essa da multa do Stefan, vendo bem, deve vir dos nossos multiplo ou multiplicidade que, também vendo bem, vão dar ao muito ou muita, . E espera pela pancada que ainda vem uma mensagem em crioulo da ilha do fogo. É questão de saber quem é a Rosa lá da escola, que é quem sabe desse dialecto.