quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

em diálogo com os dinossauros...




1 -“Não é o ângulo recto que me atrai. Nem a linha recta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual. A curva que encontro (...) no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o Universo. O Universo curvo de Einstein.”

Oscar Niemeyer, o judeu que concebeu a capital do Brasil (99 anos),in Eine Legende Der Moderne / A Legend of Modernism, de P. Andreas, M. Bill, L. Cavalcanti, E. Kossel, C. Krohn, N. Maak, J.C. Sussekind, Paul Andreas (Editor), Ingeborg Flagge (Editor), Deutsches Architektur Museum; p. 41 citado pelo Nuno Josué.

Pois. ó Oscar, percebo-o bem. Eu também me sinto atraído pelas curvas que refere Mas , nessa nossa obsessão comum há uma diferença fundamental: enquanto você se sente atraído pelas curvas da mulher preferida, eu sinto-me atraído pelas curvas da mulher preferida, mas também pelas curvas de outras mulheres ...não de todas, mas de uma percentagem significativa delas. Admiro-lhe a exclussividade , mais do que a obsessão que partilhamos)

2 -" O que me preocupa são os filmes que quero fazer e que não vou conseguir fazer "

Manoel de Oliveira , realizador de cinema ( 99 anos)
Amigo Manoel: por este andar você terá tempo para fazer todos os filmes que quer fazer e mesmo os filmes que não quer fazer. Mas, na sua longevidade preocupa-me uma coisa: que vai ser de si quando os seus famiiares próximos ( filhos, netos, bisnetos) morrerem?

nota: a última vez que vi Manoel de Oliveira num filme, foi como figurante em " A canção de Lisboa " . Juro. Procurem-no entre os estudantes que, na esplanada do Retiro do Alexandrino, ouvem o Vasquinho brilhar com aquele fado eterno.

5 comentários:

manuel teixeira disse...

BEM VINDO AO CLUB

Pois é meu caro Miguel, nada melhor do que o teu próprio blog para te expores e revelares !
É que quem tinha a fama de mulherengo e apreciador das curvas era eu... Aliaz, fama para a qual, tu muito contribuiste e da qual muito me orgulho.
Lembras-te ?
Pelos vistos não estamos sózinhos e, claro, se é bom para o Óscar é bom para nós, não é ?
Já agora, relacionado de certo modo com este assunto: a não perder CALL GIRL último filme do António Pedro Vasconcelos que ontem vi em ante estreia e que merece ser visto por muitas e boas razões entre as quais a Soraia Chaves. E mais não digo porque acho que deves ir ver, e manteres-te actualizado, do que em cinema se vai fazendo por cá na nossa terra.

manuel teixeira disse...

Quanto ao Manoel de Oliveira, por coincidência, jantei no Pap'Açorda (essa catedral de bem comer) em mesa ao lado, no dia em que ele fez 99 anos e também aí jantava, em família.
Devo dizer-te que apagou as velas do bolo e todo o restaurante cantou os parabéns a você. Belo momento!
Está em excelente forma, alerto, e apto a continuar a ser o detentor do título de realizador de filmes, no activo, mais velho do mundo.
Quem nos dera...

miguel disse...

Olha Manel: obrigado pela sugestão.Desde que tenho o blogue, leio mais blogues e por isso, farto-me de aprender com comentários, sugestões, entradas...etc. Aprende-se muito na blogosfera.

Quanto ao mulherengo, tenho a teoria que todo o homem o é...só que há quem possa ter o proveito e que não o possa ter.E esse é o pequeno drama...de quem não tem o proveito!

Huckleberry Friend disse...

Já dizia Camões:

Melhor é experimentá-lo que julgá-lo
Mas julgue-o quem não pode experimentá-lo

Os Lusíadas, Canto XIX

av disse...

Boa bola, Huck!