terça-feira, 27 de novembro de 2007

Cantinho do piroso que nunca deixei de ser...

Tive dificuldades em classificar a minha proposta musical de hoje. A melodia tem salero e rumba em doses equilibradas, envolve-nos numa ambiência que até parece que estamos no sul de Espanha e os rapazes cantam bem. O António, além de ter uma valente penca, é gitano. O Alejandro não o é, portanto é um gajó. Pero és Alejandro qué tiene una voz vibrante, llena de gitanidad. A letra é mais impressiva cantada do que lida, por isso transcrevo-a, apenas, em parte. O video clip, além de ter uns figurantes enigmáticos que aparecem de vez em quando, meio a despropósito, está longe de me comover: aquele olhar do António para a camera não me convence, o play back é fracote e o Alejandro ri demasiado, tendo em conta que se canta a desgraçada dos emigrantes.

A balança descai, enfim, para o lado do piroso, mas gosto.



Se fue con las arenas del mar
buscando su destino
palpito entre las sombras sin mas
y nado en el vacío
reina el silencio en este oscuro lugar
nada es eterno todo llega al final.
Tan solo sé que busqué que busqué
lo que este mundo me duele y me da.
Para que tu no llores así...lla la la la....

5 comentários:

Sofia disse...

Sim é piroso... em espanhol as coisas parecem sempre mais pirosas, do que em qualquer outra língua, não sei porquê! Pensemos na quantidade de músicas em inglês que cantamos e que adoramos, mas cujas letras não estão muito longe de umas portuguesas que detestamos, por terem letras pirosas!

Um beijinho piroso de quem gostou desta...

miguel disse...

e obrigado aos comentadores de serviço, Pedro e Sofia!

manuel teixeira disse...

É pá óh Miguel desculpa lá, nem se trata de ser ou não piroso (que é..) o que eu acho é que é mais uma musiquinha igual a tantas outras.
O piroso pode ser piroso mas ter alguma diferenciação, algum mérito.
Exemplo: Julio Iglesias.
Musica: Crazy.
Só um, entre muitos.
Não sei se estás de acordo, pá...

miguel disse...

olá Manel.Vou colocar aqui, um dia destes, essa tua proposta pirosa.

pmfn disse...
Este comentário foi removido pelo autor.